Tou Revoltado!


Epá tou revoltado!

Fico revoltado quando oiço a a troika da Direita portuguesa (PS-PSD-CDS) a vangloriar-se por ter conseguido “um acordo” melhor, quando este acordo é a pior coisa que aconteceu a Portugal desde a Guerra do Ultramar. Em vez disso deviam pedir desculpa aos portugueses por lhes sujeitarem a tais sacrifícios.

Fico revoltado quando oiço essa cambada de comentadores do regime a fazer uma autêntica lavagem cerebral aos portugueses, quase todos dizendo que este é um “bom acordo”, um “acordo importante”, a realçarem, até mais não poder, a necessidade da violência deste acordo que nos obriga a cortar em tudo e mais alguma coisa, a privatizar tudo e mais alguma coisa e que nos rouba descaradamente.

Fico revoltado quando vejo na TV Fernando Ulrich, presidente do BPI, dizer que “os bancos são os mais prejudicados com este acordo” quando os bancos vão receber 12 mil milhões de euros e os impostos que pagam não aumentam 1 cêntimo.

Fico revoltado quando vejo que se vai privatizar quase tudo o que é empresa pública, incluindo uma parte da CGD. Em que é que privatizar empresas que dão lucro, como os CTT, vai ajudar em alguma coisa? Só ajuda a quem comprar.

Vou ficar ainda mais revoltado se o povo português, no dia 5 de Junho, disser que aceita todas estas medidas de bom grado, votando PS-PSD-CDS. Parem de se queixar nos cafés e em vossas casas! Queixem-se nas ruas e, principalmente, queixem-se na urnas no dia 5 de Junho! Há uma alternativa ao pensamento único que está invadir o país e a Europa. A austeridade não é nem pode ser o único caminho. A troika da direita apenas conhece o caminho da austeridade. Só as Esquerda propõe alternativas à austeridade e à política do corte e das privatizações. Não o, PS não é um partido de Esquerda. É uma vergonha o PS manter a palavra “Socialista” no nome.


Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.