Em Portugal: Big Brother is watching you


Hoje, em Ponta Delgada, eu e vários manifestantes da manifestação de 15 de Outubro fomos identificados por estarmos a participar numa manifestação legal e autorizada. A polícia alegou desconhecimento, mas após termos apresentado a autorização não destruíram ou devolveram os papeis onde registaram a nossa identificação.

Para além disso pediram dados pouco comuns numa identificação policial, tanto quanto sei. Nome do pai e da mãe, morada, telefone e profissão. Dados que recusei fornecer, como óbvio.

Haviam também 3 à paisana de uma força policial que não conseguimos identificar. Um deles filmava com grande afinco todos os participantes da manifestação.

Agente filmando manifestantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique para ampliar.

Identificar quem organiza e participa em manifestações pacíficas parece-me coisa de ditadura. Há alguma semanas atrás alguns professores tinham sido identificados por polícias à paisana por terem-se concentrado em frente a uma escola. Se o objectivo é identificar todos os possíveis “agitadores” parece-me que o governo vai ter muito trabalho nos próximos tempos.

E todos nós pagamos impostos para isto.

 


3 comentários a “Em Portugal: Big Brother is watching you”

  1. Lamentável.
    Infelizmente o país passa ao lado do conhecimento de situações como esta. Aliás, desta e de outras, como os sindicalistas agredidos e detidos à porta da residência oficial do primeiro-ministro há alguns meses atrás, não sei se tem memória desse triste acontecimento.
    A máscara cai ao sistema. Isto não é uma democracia. Lamentavelmente, e quase 40 anos depois de Abril, de Abril pouco resta.

  2. Pois é, a comunicação social já tinha abandonado o local e não houve uma palavra nos media.

    O objectivo será sem dúvida intimidar mas talvez algo mais, já que filmaram a manifestação do início ao fim. Certamente que têm muito boas imagens de quase todos os manifestantes. Nada disto é normal numa democracia, pelo que é como dia, de Abril pouco resta.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.