Governo aceita proposta da UGT – Mais uma “grande vitória” para o proletariado

Governo aceita proposta da UGT e reduz renovação extra de contratos para 12 meses – PÚBLICO.

Mais uma vez a mesma estratégia que já tresanda de podre e, mais uma vez, a UGT, ou melhor dizendo, a DGT – Desunião Geral de Trabalhadores, a avançar com uma proposta que “melhora” a proposta inicial do governo. Mais uma grande vitória para o proletariado, principalmente para o precariado. Temos todos que agradecer. Ser precário mais um ano é melhor do que ser precário um ano e meio. Ser precário é melhor do que ser desempregado. Ser pago em comida é melhor do que morrer à forme.

Apresentar o péssimo para conseguir implementar o muito mau é quase sempre a estratégia usada por este governo.  E a resposta de sempre da (D)UGT é aceitar as propostas, suavizá-las um pouco e cantar vitória, pois o diálogo e a santa negociação surtiram de novo efeito.

Não é agradável viver com um governo destes que tudo faz para agradar aos patrões mas espezinha, a cada oportunidade, quem vive do seu trabalho. Mas é tremendamente pior constatar quem existe para defender os trabalhadores ser cúmplice do regresso às relações laborais pré 25 de Abril.

Vamos lá então, até 2016, deixar que as empresas mantenham trabalhadores contratados a prazo a suprir necessidades permanentes das empresas. Lá mais perto da data arranja-se mais uma excepção, dado o período excepcional que viveremos na altura, com certeza.

#desunião#precário#trabalho#ugt

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.