Caminho para as Legislativas2015 – Aumento do salário mínimo e garantia de subsídio de desemprego para quem precisa

Hoje foi dia de reunião com a CGTP/Açores. Aqui ficam as declarações prestadas à comunicação social. Ainda não há vídeo mas haverá em breve.

Notícia publicada no site do BE/Açores.

“O desemprego é o maior problema da actualidade no País e nos Açores”, disse esta tarde o candidato do BE à Assembleia da República pelos Açores, António Lima, considerando fundamental o aumento do salário mínimo e a garantia de acesso ao subsídio de desemprego para todas as pessoas que estão em situação de carência económica.

À saída de uma reunião com a CGTP/Açores, António Lima lamentou que as estatísticas não sejam um reflexo da realidade: “A propaganda governamental diz que o desemprego está a diminuir, mas não refere que o emprego criado é menor que a diminuição do desemprego, e esquece-se de falar em todos os que não estão nas estatísticas porque estão inactivos ou estão em programas de ocupação e estágios”.

Nos Açores, por exemplo, a descida do desemprego foi essencialmente uma consequência do facto de mais de 1300 pessoas terem passado de desempregados para inactivos, o que significa apenas que durante o período em que foi realizada a estatística estas pessoas não procuraram emprego.

A juntar a estes números, juntam-se os 3300 açorianos que estão em programas de ocupação, ou seja, “não estão empregadas, mas também não contam como desempregadas para o Instituto Nacional de Estatística”, lembrou o candidato do BE.

“Se em Lisboa o PS critica o facto de haver tantos desempregados fora dos números das estatísticas, nos Açores, o mesmo partido não tem o mesmo sentido crítico”, acusou António Lima.

O candidato do BE lembrou ainda que um quinto da população nacional recebe apenas o salário mínimo, e que a maioria do trabalho existente é precário e mal remunerado e com poucas condições.

“Os Açores não podem continuar com um modelo económico que valoriza os baixos salários. A aposta deve ser numa economia que valorize a formação e o conhecimento. Só assim sairemos deste ciclo vicioso que cria baixos salários, desemprego e precariedade”, concluiu António Lima.

 

#açores#BE#legislativas2015