Banshee… pena ser Mono

Andava descontente com o Rhythmbox que há muito tempo era o meu reprodutor de música para o GNOME. Um irritante bug, que já está reportado, faz com que os streamings de rádio online tenham freezes e muitas vezes a única forma de  resolver o assunto seja terminar o processo do Rhythmbox.

Resolvi procurar outras aplicações que tivessem todas as características que procurava: Rádio, bom suporte para LastFM, boa gestão de biblioteca de música, integração com o GNOME. Sugerido pelo Bruno Miguel e pelo Francisco Costa, decidi experimentar o Songbird. No geral gostei (tirando o EULA), parece-me um projecto muito interessante, que já não testava há muitos meses. A integração com o GNOME ainda deixa bastante a desejar e  o Songbird é bem mais que um reprodutor de música com todas as suas extensões à lá Firefox. No entanto, meu azar, a extensão para o lastfm apenas recolhe as músicas reproduzidas e não permite a reprodução de música do próprio lastfm, o que faz que por enquanto o Songbird não seja para mim.

Decidi então dar uma chance ao Banshee. O meu principal senão em relação ao Banshee é ser desenvolvido em Mono, a implementação opensource do .NET da Microsoft. Mas mesmo assim lá fiz um apt-get install banshee e um yum install banshee (Fedora). Até agora 5****. Nada de freezes nos streams, excelente suporte a lastfm e não consome tanta RAM como esperava (sensivelmente o mesmo do Rhythmbox).

banshee

Vai ficar aqui por mais algum tempo certamente. E se o seu desenvolvimento continuar a ser tão rápido e com grandes saltos de qualidade como tem sido provavelmente será um dos melhores media players do mercado em pouco tempo.


If you want to follow this post leave a comment bellow and continue the thread, or sbscribe the feed. If you don't have a feed reader you may subscribe by e-mail. Click here to sign up.

Ainda sem comentários.

O formulário de comentários está fechado neste momento.