Vantagens de uma dock (Cairo Dock)

Tenho andado a ver se me habituo a utilizar uma doca à lá MacOSX. Já antes tinha experimento o AWN mas na altura, provavelmente por estar numa fase pouco desenvolvida ainda, não me agradou muito e voltei ao painel do GNOME. Resolvi outro dia ver como estava o AWN e pelo caminho cruzei-me com o Cairo Dock.

Testei um pouco as duas hipóteses e parece que vou ver como me dou com o Cairo Dock. Em relação ao AWN é bastante mais costumizável, (pode-se criar a doca dos nossos sonhos :) ), tem menos corrupções- barras cinzentas na doca ao fechar algumas aplicações – do que o AWN, tem melhor aspecto, a física dos ícones está excelente, e parece-se melhor no geral.

Em relação à utilização de uma barra de tarefas normal como o gnome-panel ou o painel do KDE vejo uma grande vantagem. Tendo muitas janelas abertas quase que nem notamos, principalmente se essas janelas são de aplicações que já se encontram na doca.

Suponhamos que queremos abrir uma janela do firefox. Clicamos no ícone e a aplicação abre. No entanto se o firefox é um dos ícones que temos na doca não teremos mais nenhuma ícone ou texto a indicar uma janela aberta do firefox. Isso faz com que o espaço ocupado na doca seja exactamente o mesmo que com o firefox fechado. Para sabermos que o firefox se encontra aberto existe um indicador no ícone que chama a atenção para o facto de o firefox estar a ser executado. Isto quando temos 5 ou 6 aplicações abertas poupa imenso espaço na doca.

cairo-dock

O que se passa com o painel típico é que cada aplicação que abrirmos vai ocupar o seu lugar no painel, para além do ícone que já se encontra no painel ou no Ambiente de trabalho. Quando temos muitas aplicações abertas isso torna-se mais complicado de gerir e ficamos com um painel cheio de quadrados que pouco nos dizem por estarem tão pequenos.

Foram umas dissertações sobre a funcionalidade das docas, nomeadamente da Cairo Dock que aconselho a experimentar. Para Ubuntu estś nos repositórios do intrepid, embora no site do projecto haja um um repositório oficial com versões mais recentes.

Infelizmente não está nos reposiórios do Debian, mas os debs do Ubuntu instalam no Debian (não é algo que aconselhe muito fazer geralmente), excepto a versão estável mais recente que depende de uma versão mais recente do gtk,


If you want to follow this post leave a comment bellow and continue the thread, or sbscribe the feed. If you don't have a feed reader you may subscribe by e-mail. Click here to sign up.

Ainda sem comentários.

Deixe o seu comentário

Line and paragraph breaks automatic, e-mail address never displayed, HTML allowed: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

(obrigatório)

(obrigatório)