As maravilhas da Virtualização

Para quem tem um pc relativamente rápido e com alguma memória (pelo menos mais de 1GB) e precisa de correr alguma aplicação de windows no seu querido e amado linux (neste caso Ubuntu) há várias hipóteses. Para jogos a melhor será sempre o Wine ou o Cedega (comercial), mas claro que nem todos os jogos funcionam e normalmente é sempre preciso por mãos à obra para por o jogo a correr. Por vezes até correm melhor que no windows, como é o caso do Football Manager 2006 que em Linux voa :). O wine é também uma boa solução para alguns programas para os quais não existe equivalente open source ou que, ao equivalente faltam algumas funcionalidades que fazem falta. Mas por vezes nem o wine funciona. Quando isso acontece (em vez de termos de reiniciar para ir para o windows que temos em dual boot) podemos usar um sistema operativo virtual! Bem sei que não é novidade nenhuma, mas começa a ser cada vez mais uma solução que não peca pela lentidão e complexidade como por vezes acontecia.

Existem várias opções para virtualizar um sistema operativo em Linux: vmware, qemu, xen, virtualbox… Bem eu até hoje só experimentei o virtualbox: é open source, está disponível nos repositórios do Ubuntu (suponho que também no debian e várias outras distros) e sempre funcionou de forma excelente comigo… mas um dia vou experimentar alguns dos outros.

Tenho neste momento o virtualbox instalado a com uma instalação do windows xp. Segui as seguintes instruções para instalar o virtualbox:

Tendo o repositório Universe activado instale o virtualbox ose:

sudo apt-get install virtualbox-ose virtualbox-ose-source

Instalar o kernel-module:

sudo apt-get install module-assistant
sudo m-a prepare
sudo m-a a-i virtualbox-ose
sudo modprobe vboxdrv

Para carregar automaticamente o módulo do kernel:

sudo gedit /etc/modules

e adicione: vboxdrv

Adicionar o seu nome de utilizador ao grupo “vboxusers”

sudo adduser [nome de utilizador] vboxusers

Depois é só ir a Aplicações—>Ferramentas de Sistema—>InnoTek Virtualbox

e correu o programa :)

A interface é bastante intuitiva e é bastante simples instalar o windows, ou outro sistema operativo seguindo as indicações e aceitando as configurações por omissão.

Claro que com isto vou experimentar muitas e muitas distros. Estar a instalar distros só para ver como estão no disco da máquina dá um bocado de trabalho e o risco de perda de dados existe sempre, para além do trabalhão de fazer backup e backup de tudo. Assim muito rapidamente instala-se uma distro ou o windows sem risco e quase sem trabalho :). Diga-se que o xp corre muito rápido mesmo e a opção de “seamless mode, que permite que as janelas das aplicações a serem executadas no guest se integrem no nosso host, é fantástica e faz com que quase pareça que estão a correr mesmo no Ubuntu.

Experimentem, vão ver que vale a pena!!


If you want to follow this post leave a comment bellow and continue the thread, or sbscribe the feed. If you don't have a feed reader you may subscribe by e-mail. Click here to sign up.

Ainda sem comentários.

Deixe o seu comentário

Line and paragraph breaks automatic, e-mail address never displayed, HTML allowed: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

(obrigatório)

(obrigatório)