Ubuntu Gutsy

De volta ao GNOME. Instalei o Ubuntu Gutsy rc no meu velhinho PIII. Continuo com o Debian testing. Portanto tenho um dual boot de Ubuntu e Debian. Ambos com Gnome. Acho que me habituei ao Gnome e à sua aparência e funcionamento simples com poucas distrações e poucos locais para onde nos perdermos. O KDE, apesar de ter sido o meu primeiro Desktop Environment cansa-me um pouco, principalmente os seus menus superpovoados ainda. Gosto da costumização do KDE e de muitas das suas aplicações mas  o facto do GNOME ter tudo no sítio certo leva-me a voltar (apesar de continuar a não gostar de ter de navegar nas chaves do Gconf entre outras coisas). Quanto ao Gutsy rc, desiludiu-me em algumas coisas. A resolução do meu monitor nunca foi  detectada correctamente e wallpaper é simplesmente HORRÍVEL. Sei que toda a gente diz que é a coisa mais fácil de mudar, mas a imagem inicial de um OS conta muito! O debian trás um bonito e suave wallpaper em azul claro com o lindo logo do debian, para além de esse wallpaper ser em svg enquanto o do ubuntu é em jpg!! O fedora trás um lindo wallpaper e gdm theme para além de um bonito tema de cursor. E ficava aqui horas a dizer bem da arte de várias distros o que não posso dizer da arte do ubuntu. O engine e tema human não é feio, mas também não é nada de especial. O Laranja é discutível mas aceita-se por tentar ser diferente, mas  o ar redondo das margens da janela  e dos botões está no mínivo cansado. O novo clearlooks é lindo na sua cor original, se lhe alterassem a cor para laranja para o ubuntu era muito melhor que o human. Os ícones human laranja também não são maus, mas as pastas têm uma cor muito forte que magoa a vista. Resumindo, não fiquei nem uma hora com o tema human e alterei para clearlooks + tango icons + wallpaper semelhante ao do debian etch mas sem o logo debian… enfim muito mais agradável à vista e fácil de trabalhar.

• • •

A pensar no Debian…

Para já gosto do nome… Debian… gosto do logotipo… e da filosofia. Não é o dinheiro que move o projecto, gosto do Ubuntu e do openSuse e até do Fedora… mas a Canonical, a Novell e a Red Hat bem lá no fundo suportam-nos por causa do lucro ou de um possível lucro. Quanto ao debian não tem por trás uma corporação. Gosto da meritocracia, mas tenho algumas dúvidas em relação à sua aplicação prática.

• • •
1 4 5 6