UE: Solidariedade ou austeridade?

Hoje a principal preocupação de todos nós é a saúde pública, como não
pode deixar de ser. O esforço titânico de tanta gente para salvar vidas
exige que o caminho do regresso à normalidade seja o menos doloroso
possível. Para isso é preciso que o futuro, pós estado de emergência,
seja, não só pensado, mas preparado.

• • •

Crónica de um corte anunciado

Na semana passada a Comissão Europeia apresentou as linhas gerais do orçamento da União Europeia para o período pós-2020. Eram mais do que previsíveis mudanças no orçamento da UE: um dos maiores contribuidores para o orçamento, o Reino Unido irá sair da UE.

• • •

Os termos da (Rendição) Ajuda

A UE e o FMI procuram a todo o custo um consenso para sobre as medidas que Portugal terá de por em prática em troca do empréstimo que é conhecido como “ajuda externa”.  Não sei se sou eu que sou estúpido, mas parece-me ninguém em Portugal tem hoje legitimidade para negociar medida alguma. Nem o governo, que se demitiu por teimosia dado que o PEC4 não era um orçamento do estado, nem a oposição parlamentar que neste momento não existe porque a assembleia foi dissolvida e nenhum dos actuais líderes políticos representa o povo português. Cada um representa o seu partido, nenhum deles foi eleito em eleições legislativas.

• • •